Boa campanha na Série B permite começar a pensar na Série A de 2023

Antes mesmo da virada do turno para o returno do Campeonato Brasileiro da Série B, uma equipe já está adiantada na missão de conquistar uma vaga na Série A do Brasileirão do próximo ano: o nosso Cruzeiro.

Sob o comando do técnico uruguaio Paulo Pezzolano, a Raposa teve um desempenho muito acima dos dois anos anteriores, quando ficou no meio da tabela da segunda divisão.

A vantagem para o Vasco da Gama e outros clubes não é intransponível, mas dá um grande conforto para o time, a chamada gordurinha.

Até o final do campeonato o Cruzeiro deve ser favorito em todos os jogos ou próximo disso, devido ao futebol apresentado até o momento.

O site Academia de apostas dá atenção especial à Série B por sua emoção e disputa. Até os clubes tradicionais têm dificuldades para sobrar na competição, vide o fato que o Cruzeiro está em seu terceiro ano na segunda divisão e o Vasco no segundo.

O Grêmio, que era o grande favorito, até está entre os quatro, mas seu futebol está longe do ideal.

Confira o Academia de Apostas para saber onde é o melhor lugar para apostar e também previsões rodada a rodada dos jogos.

A busca pelo acesso

Faltam ainda meio campeonato para encerrar a Série B do Brasileirão e podemos observar que em média as equipes necessitam de 62 pontos para garantirem o acesso à Série A.

Conforme os cálculos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que costuma fazer os prognósticos estatísticos do futebol brasileiro, o Cruzeiro tem mais de 93% de chances de se classificar para a divisão de elite de nosso futebol.

Reestruturação do Clube

Desde que Ronaldo assumiu o clube, em dezembro do ano passado, a primeira coisa feita foi passar um pente fino na área financeira do clube mineiro que estava um verdadeiro desastre.

Foi preciso uma total adequação de gastos e cortes significativos no orçamento do clube, o que trouxe como resultado uma queda de quase metade do que era gasto anteriormente.

Foi um processo bastante complicado, ainda mais que a cada dia apareciam novas contas a serem pagas. Foi definido um orçamento a ser cumprido à risca e o resultado disso começou com a dispensa de jogadores que possuíam salários acima do teto estipulado. Em seguida foi feito um orçamento de longo prazo (10 anos).

Com isso a equipe sofreu grandes mudanças, chegaram novos jogadores a um custo menor e o técnico Vanderlei Luxemburgo, dentre outras figuras importantes do elenco, tiveram seus contratos encerrados.

O treinador trazido pela diretoria para ocupar o lugar de Luxemburgo foi o uruguaio Paulo Pezzolano, que treinava o Pachuca do México.

O primeiro objetivo traçado pelos gestores passou a ser à volta à primeira divisão ainda neste ano de 2022, que ao que parece será atingido.

O histórico do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro com duas campanhas sem conseguir o acesso não faz jus à importância do clube no futebol nacional. Contudo, o segundo objetivo para a Raposa após subir de divisão será fazer um bom papel na série A terminando o Campeonato Brasileiro do ano que vem entre as 12 primeiras colocações da tabela.

A volta do Cruzeiro à Série A significa não só um grande aumento no valor pago pelos direitos televisivos, como também novos patrocinadores ou renegociação com patrocinadores do ano anterior e um aumento no número de sócios-torcedores.

Com uma arrecadação muito superior à da Série B, o Cruzeiro poderá respirar um pouco mais aliviado, mas surgem outras dúvidas: a administração de Ronaldo irá fazer significativos investimentos no elenco para brigar no primeiro ou pelo menos no segundo escalão?

Se observarmos o time atualmente, fica claro que uma grande parte do elenco atual não tem condições de atuar na elite do nosso futebol, ainda mais tendo como objetivo estar entre os 12 primeiros da tabela.

Será necessário um grande volume de investimento em contratações para se fazer um upgrade nessa equipe. No momento isso ainda é uma incógnita se será possível ao Cruzeiro. E o investimento só não é suficiente, vide o Botafogo em sua campanha neste ano.

Em um projeto de recuperação de seu futebol para o nível de Série A, o Cruzeiro encontrará problemas, não só no aumento expressivo de sua folha de pagamentos, mas também na habilidade para garimpar jogadores qualificados a custos razoáveis.

Essa tarefa não é nada fácil, nem mesmo para uma pessoa de prestígio como Ronaldo. Para fazer uma temporada digna com um bom desempenho em 2023 a Raposa deverá se preparar para abrir o cofre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

QUER RECEBER NOTÍCIAS DO CRUZEIRO    CLARO QUE SIM :(