NOTÍCIAS

Cruzeiro 3 x 3 Alianza Petrolera-COL

Belo Horizonte, MG, 11 (AFI) – O Cruzeiro deixou escapar uma vitória que estava em suas mãos. Isso porque, depois de abrir 3 a 0 no placar com 20 minutos de jogo, o Cruzerio vacilou no segundo tempo e acabou empatando com o Alianza Petrolera-COL, por 3 a 3, mesmo jogando no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Lucas Romero, Zé Ivaldo e Matheus Pereira marcaram para o time mineiro, enquanto Batalla, duas vezes, e Figueroa, no último minuto do segundo tempo, marcaram os gols colombianos. Com o resultado, o Cruzeiro segue sem vencer no Grupo B, com dois pontos somados em dois jogos. O rival, por sua vez, somou o primeiro ponto.

PRIMEIRO TEMPO
Jogando em casa, o Cruzeiro não tomou conhecimento do Alianza Petrolera e fez três gols ainda no primeiro tempo, construído uma boa vitória antes do intervalo. Logo aos seis minutos, Lucas Romero arriscou de longe e fez um bonito gol, superando o goleiro Grazziani que só olhou a bola entrar.

Já aos 12, Zé Ivaldo ampliou. Depois de um escanteio cobrado na área, o zagueiro subiu mais do que os defensores e cabeceou para o fundo da rede. Aos 18, por sua vez, Arthur Gomes cruzou na área e Matheus Pereira, mesmo sem ângulo, conseguiu fazer de cabeça. Nos minutos finais, o time colombiano até chegou a balançar às redes, mas Michael Rangel estava impedido no lance e o árbitro invalidou o gol. Por isso, o time mineiro foi para o intervalo, vencendo por 3 a 0.

11/04/2024-CONMEBOL SulAmericana 2024 - Cruzeiro vs Alianza FC

SEGUNDO TEMPO

Na volta do intervalo, o Alianza Petrolera esboçou uma reação no segundo tempo e não demorou para descontar. Aos sete minutos, Zé Ivaldo saiu jogando errado, Saldanã ficou com a bola e tocou para Batalla, que bateu cruzado, sem chances para Rafael. O gol deu moral ao time colombiano foi para cima.

E, aos 33 minutos, marcou mais um. Batalla, mais uma vez, arriscou um chute de fora da área que contou com um erro do goleiro Rafael Cabral, para ver a bola morrendo no fundo da rede. Já o gol de empate, que crucificou o Cruzeiro, saiu no último lance. Aos 50, depois de uma falta cobrada na área, Figueroa subiu livre e cabeceou no chão para marcar e fechar o placar em 3 a 3.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *